apresentaçãoa cerâmicaréplicas
Escola Cerâmica
réplicas
| |
História da peça

Casa de Camilo - Museu

Casa de Camilo (Miniatura em barro)
Autor: Fundação Castro Alves
Data edição: 2009
Depois do incêndio que o devastou em 1915, o imóvel foi reconstruído e transformado, em 1922, em Museu Camiliano. Na reedificação, porém, a casa sairia muito adulterada, pois a instalação da escola primária da freguesia de Seide no rés-do-chão e os requisitos técnicos a que para esse fim teve de obedecer, alteraram-lhe certas características fundamentais.
Seriam as obras realizadas nos anos 50 a restituir-lhe a sua traça original, proporcionando, desde então, aos visitantes, um arranjo dos interiores muito semelhantes aos da residência habitada pelo escritor, e recriando com grande fidelidade o ambiente que ali se vivera no séc. XIX.
Considerada a maior memória viva de Camilo, a Casa de Seide ganhou um significado histórico de fundamental importância para o conhecimento profundo da vida e da obra do escritor, constituindo cada visita um convite renovado à leitura de Camilo e uma aposta de esperança na perenidade da cultura e da língua portuguesas de que a sua obra constitui afirmação tão singular.





« voltar
 
 
Peça: Réplica da Casa de Camilo
Autor: Fundação Castro Alves
Artesão: Pedro Monteiro
Comprimento: 26 cm
Largura: 19 cm
Altura: 16 cm
 
Ponto de venda
Casa de Camilo - Museu
Avenida de S. Miguel, 758 - 4770-631 S. Miguel de Seide
T: 252 327 186
E: geral@camilocastelobranco.org | I: camilocastelobranco.org
Copyright © 2017 | Fundação Castro Alves - Vila Nova de Famalicão. Todos os direitos reservados. | handmade by: brainhouse